Você não é um problema por sofrer com um sorriso, ser tímido e não saber expressar o que sente

14:10:00


Para aqueles que são calados, tímidos, contidos, meio sérios, tem vergonha de muita coisa, temem a rejeição e não gostam de multidões, queria dizer que eu entendo como se sentem. Eu sei como é olhar em volta e perceber que ali não é o seu lugar, mas que se der mais uma volta em busca desse tal “lugar” não irá encontra-lo, pois há algo dentro de você que não te deixa se sentir pertencente a quase toda realidade que te rodeia. A gente vive abaixando a cabeça quando passamos pelas pessoas, calamos nossa voz quando temos uma opinião para dar, ficamos com o rosto vermelho se riem de nós. E o ruim é pensarmos que há algo de muito errado com nosso jeito de ser, que devemos mudar a qualquer custo, sermos outras pessoas, buscarmos o impossível se preciso for, mas que precisamos nos transformar, pois a nossa personalidade não é atraente, bonita e nem cheia de vida como uns dizem por aí.

Mas você não é alguém ruim porque tem dificuldade em se expressar em público, e também não é frio porque não consegue abraçar e dizer que ama os seus amigos e familiares. Mas você é uma pessoa que tem emoções dentro do peito, que tem uma alma repleta de sonhos, criatividade e ideias para melhorar o mundo obscurecido pela maldade. Você, assim como eu, tem seus traumas de infância quando era forçado a agir de um jeito atípico, quando as pessoas queriam um movimento seu que não condizia com seus hábitos, mas se não fizesse algo iria aparecer uma pessoa totalmente fora dos padrões com sérios problemas emocionais e psicológicos. Mas o que a gente fez depois disso? Seguiu em frente. Mesmo que nesse “seguir” aja atrás de nós uma mala com dores não curadas que saímos arrastando por aí como se fossem troféus, quando na verdade são cicatrizes das guerras que lutamos sem ninguém perceber.

Somos especialistas em sofrer com um sorriso no rosto. Temos pós-doutorado em chorar com o travesseiro do rosto para abafar os soluços e no outro dia se alguém perguntar sobre os olhos inchados vamos dizer que é algum tipo de alergia. Somos pessoas incríveis, mas nós não acreditamos nisso. Dificilmente vamos elogiar a nós mesmos apesar de nossos esforços e conquistas, mas vamos dizer que nem foi tão bom assim, que fulano de tal fez melhor e que ele sim merece. Não sabemos também receber elogios e nem críticas, tudo parece a mesma coisa e se embola enquanto nosso rosto pega fogo de tão vermelho. Mas o que a gente faz? Continua como se tudo estivesse bem. Vai andando pelo meio dos outros torcendo para que alguém perceba aquele lado que escondemos, aquela luz que insistimos em tranca-la numa torre alta, e queremos que esse alguém nos veja além daquilo que já disseram sobre nós, e que esse alguém não tenha medo de se aproximar, mas que veja nisso uma oportunidade de descobrir aquilo que quase ninguém conhece.

Mas se por um acaso, ou por propósito de Deus, alguém desse tipo se aproximar nossa primeira reação é correr, porque imaginamos se alguém gostar de nós deve ser maluco e muito carente, então é melhor manter distância. Porém a pessoa, na maioria das vezes, é alguém comum, também com seus defeitos, erros e medos como eu e você temos. Porém a gente se coloca num nível tão abaixo do mar que nos vemos como escolhas não tão boas, então é melhor correr para se proteger. Mas se a pessoa insiste em nos conhecer melhor, se ele ou ela amar nosso sorriso raro e tímido, se tiver algum gosto literário ou cinematográfico como o nosso, compartilhar a mesma fé, algumas resistências nossas vão caindo. Vemos o outro não como um perigo iminente, mas como um ser humano normal, que talvez, só talvez, poderá nos fazer feliz como sempre sonhamos. Porque pessoas como nós tem um lado pessimista bem desenvolvido e tem dificuldades em imaginar um amanhã mais bonito, ensolarado e promissor. Que podem até ter fé em Deus, como eu tenho, porém no fundo ficam com medo do que pode acontecer e acabam deixando a confiança no Senhor de lado.

Mas apesar de tudo isso nós não somos o problema, porém temos alguns problemas. Nós temos dificuldade em nos relacionar quando os seres humanos são, cientificamente e religiosamente falando, seres sociais criados para o relacionamento.  Cada um de nós descende de duas pessoas e essas duas pessoas descendem de mais duas, e no meio disso há mais pessoas que chamamos de tios e primos. Porém há uma diferença entre quem é carismático e quem é mais tímido, os dois tem personalidades diferentes, porém os dois tem um jeito totalmente humano. Não é porque uns falam demais, sorriem demais, tem amigos demais, que eles são melhores do que aqueles que falam de menos, sorriem de menos e tem amigos de menos. Apenas são pessoas pertencentes a grupos distintos, mas que ambos têm suas qualidades, ensinamentos e beleza, muita beleza. Porém se nós próprios fechamos os olhos para quem nós somos e ficamos pensando que somos um grande problema que ninguém consegue resolver, nunca iremos nos aceitar e consequentemente nunca conseguiremos nos amar.

Temos que olhar para quem somos e vermos que também temos nosso lado bom, bonito, empolgante e cheio de vida, só que ele é expresso de forma diferente, mas não quer dizer que esse nosso lado não exista. Nós também amamos, porém o nosso modo de demonstrar esse amor é muito mais por atitudes do que por meras palavras. Somos pessoas criativas, sensíveis, e que tem empatia pelos outros e gostamos de ajudar, só que não levamos muito jeito para deixar as pessoas fazerem parte integral de nossas vidas. Temos medo de baixar as armaduras e recebermos pancadas, porém é só ter cuidado com quem se aproximar, conhecer bem para ir se abrindo aos poucos. E não tente ser o que você não é. Não se force a falar, a gritar, a se jogar em cima dos outros. Não se obrigue a ir a lugares lotados para se encher de vazio como muitos fazem. Não precisa segurar ninguém do seu lado porque tem medo de ficar só, pois o amor verdadeiro deixa livre porque sabe que se for para ser ele ficará para sempre.

E uma coisa que aprendi com Deus é que apesar de eu não ser tudo que deveria, a cada novo amanhecer eu sou melhor do que era no dia anterior. Que com o Espirito Santo eu aprendo a amar, a me alegrar, ter paciência, paz, bondade, ser fiel, calma e domínio próprio sobre aquelas emoções ruins que querem governar minha vida. Eu sei que minha personalidade será a mesma, que se eu me forçar a ser outra pessoa irá doer demais, porém eu sei que como todo ser humano eu preciso de alguns reparos que irei fazer, porém consciente de que a perfeição nunca será alcançada, mas que pior eu não vou ficar. E que as pessoas que vão ficar do meu lado serão aquelas que amarão meu jeito e irão entendê-lo, que eu não precisarei usar máscaras para ser aceita e sim deixarei minha alma ser quem ela é. E você também pode com esses princípios saber que ficará bem. 

Escrito por: Tatielle Katluryn

Deixe algo nos cometários, pode ser uma crítica, sugestão, elogio ou qualquer outra coisa. Vou adorar receber <3 E se quiser me ajudar clique nos anúncios.


Quer conversar sobre algo que sentiu em relação ao texto? Desabafar, pedir ajuda, receber conselhos ou oração? Só entrar em contato.

Outros textos para você ler

1 comentários

  1. nossaa...obrigada por esse texto! me descreveu, me encorajou em meio ao processo que tenho passado! Muita vezes nos vemos "sozinhos", parece que ninguém passa pelo o que passamos... mas é verdade que cada um tem suas lutas! 💓😭

    ResponderExcluir

Você compraria meu livro?

Postagem em destaque

Os 13 porquês que Deus te diz para você não cometer suicídio

Ás vezes parece que você está á deriva num imenso mar. Acima há apenas céu e ao redor também, não há nada para se segurar, nenhum barco...