Não sou a saudade de quem mais amei

12:51:00



Havia tanto a ser dito e ninguém disposto a ouvir. Não que eu fosse tão insignificante assim, por mais que eu me sentisse um nada, é que eu sei que as pessoas têm suas próprias vidas para se preocupar. Cada um com seus problemas, dramas e horrores, todos tentando sobreviver nesse caos com medos absurdos e dores silenciosas. 

Gente que busca seus ideais e não percebe que acabou deixando alguém para trás. Isso nem deve ser chamado de egoísmo, eles apenas pensam mais em si mesmos do que em mim, o que é bem comum. Vivi me escondendo nas sombras já que não havia ninguém para iluminar meu caminho, tropeçava e caia tendo que me levantar com uma força que eu não tinha, então chorei baixinho como se houvesse alguma pessoa para me escutar. 

A solidão me fez diminuir e quase desaparecer, a falta de amor me causou tremores na alma e me fez perder o oxigênio diversas vezes. Mas a culpa não é da humanidade, são tantos bilhões de seres humanos e eu queria apenas um que se importasse comigo, que segurasse minha mão e me levasse daqui para algum lugar tranquilo. 

Porém eu me acostumei a ser só, a me ver na multidão como um rosto não familiar, a sentir que se eu viver mais um dia não fará nenhuma diferença. O Sol vai continuar brilhando e depois dele ainda virá a noite, tudo será como sempre foi, todos ficarão com suas ilusões do cotidiano, e eu irei sumir deixando o mundo com um sorriso amarelo na minha boca e uma agonia queimando no peito. 

Não serei a saudade e nem a tristeza de quem mais amei. Talvez eu seja uma lembrança vaga nos feriados e no dia do meu aniversário, alguém de quem falarão bem depois que eu me for daqui, mas que voltarão a me jogar na lata de lixo do esquecimento. Meu nome será mencionado e alguns dirão "Quem é mesmo?" e depois vão se levantar do barco das recordações e subirão na terra firme continuando suas trilhas para desbravar o que não conhecem.

Preciso de um gelo no coração para anestesiar e não doer tanto assim. Tenho que erguer os meus olhos e tentar ver nas nuvens alguma mensagem de consolo. Lembrar de que Deus ainda existe e que se eu tiver um pouco mais de fé isso tudo aqui vai melhorar. Não posso me debater no chão e achar que assim tudo vai ficar bem, nada se resolve com choro e sim com mudanças.

O inverno em mim está mais rigoroso que antes, a falta de quem amo me pesa tanto, a ausência de palavras amigas, de abraços afetuosos, e logo eu que antes nem ligava para isso agora estou sofrendo porque estou sem nada, sem ninguém. É tudo tão extremo, fico triste em um nível alto demais, desabo em abismos e nado em mares de lágrimas.

Respiro fundo agora, ainda não posso desistir.


Trecho do livro Ela Já Foi Verão escrito por Tatielle Katluryn

Leia outros trechos do livro


P.S: Se puder, e quiser, deixe algo nos cometários, pode ser uma crítica, sugestão, elogio ou qualquer outra coisa. Vou adorar receber <3


Outros textos para você ler

4 comentários

  1. Lembro da minha primeira abordagem em você, vejo que estava apenas vendo a ponta do ace bergue , quando ao que posso dizer , você revela muito mais do que você sente , você aqui transmite uma realidade que e bem difícil de se viver, mescla quase uma depreção,a única coisa que poderia falar e que , de um valor para você, bem estranho porque talvez trechos dessa historia relatan algo similar ao que vivi, você tem um valor , tente lembrar de suas escritas como uma forma de tirar oque esta no peito , realmente você está de parabéns .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você sempre me surpreende com que fala. Obrigada <3

      Excluir

Você compraria meu livro?

Postagem em destaque

Quando todos se vão Deus permanece e cuida da menina que foi deixada para trás

Ela é aquela que fica quando todos por algum motivo decidem ir embora. Ela sempre fica e se pergunta o que fez de errado para isso ac...