Um amor que se perdeu na falta de interesse

16:13:00



Eu só queria que ele me dissesse um oi. Que perguntasse como foi meu dia, que quisesse comentar comigo sobre o livro que está lendo atualmente e o porquê de ter passado a manhã inteira ouvindo uma só música. Que houvesse interesse da parte dele por cada parte de mim, que me virasse do avesso e não tivesse medo de se afundar em uma alma tão profunda quanto o mar.

Ele é exatamente tudo que quero e ao mesmo tempo tanta coisa que nunca esperei. É um desejo que escondo atrás de ironias e brincadeiras rudes. Eu só queria que ele me notasse, que me visse como a pessoa que iria espera-lo por anos se ele me prometesse que ficaria comigo no fim da vida. Não consigo entender como alguém que quero tanto não pode por um milésimo de segundo me querer de volta. Como o olhar dele que procura o meu não deseja dentro de mim se encontrar. Dói saber que o tempo irá passar e ainda irei me lembrar de tudo que vivemos em um breve curso de nossas vidas.

Ainda vou acordar e ele será meu primeiro pensamento do meu dia. Ainda vou dormir e com ele vou ter sonhos mesclados com pesadelos estúpidos. Só por hoje me permito ama-lo porque jurei que amanhã irei esquecer. Ele é meus machucados mais dolorosos e também a cura para qualquer ferida que ele mesmo causou.  Os dias irão passar e ainda vou querer estar com ele até que minha existência se funde em um universo paralelo e eu me veja vazia de qualquer sentimento. Eu reclamava tanto da solidão, mas prefiro uma solidão tranquila do que uma solidão fatigante que me diga que a falta dele é que preenche todo o ambiente.

Ele é minha saudade, meu medo de seguir em frente, minha maior frustração, uma decepção que se criou a partir de uma molécula de atenção. Ás vezes a vontade de ir até ele é imensa, quero encarar o seu rosto que tanto aparece em meus pensamentos e dizer exatamente o que sinto e esperar algo bom de volta, alguma reciprocidade.  Eu tenho a mania de observar as atitudes dele e ver se tem algum sinal dizendo que me ama, que está com medo de eu não o querer de volta e que muitas vezes pega no sono ás quatro da manhã porque eu fui sua insônia. Eu queria que ele sentisse um pouco da falta que ele me faz, que tivesse uma pequena noção do quanto é importante e especial para mim.

Não quero que ele seja só mais um que vem e faz um estrago no meu coração. Dessa vez eu me iludi sozinha porque ele nunca disse nada que provocasse tal sentimento, eu que acabei me apaixonando e sentindo um ciúme horrível até de quem ousasse respirar o mesmo ar que o rodeava. Mas eu não posso mais insistir em algo que quero sozinha, não posso me permitir uma dor tão grande que é capaz de fechar meu coração para sempre, para qualquer um que se aventurar em me amar.  

Fujo dele para em vão tentar esquecer e tenho fé que conseguirei, eu já sofri antes, já perdi sem nunca ter tido e vou continuar assim talvez por um longo tempo, acumulando dores e colecionando despedidas. Mesmo ele ainda sendo aquele que me faria dizer sim no altar, vou deixa-lo livre de qualquer compromisso porque não posso prender quem não quer ficar. 

P.S: Se puder, e quiser, deixe algo nos cometários, pode ser uma crítica, sugestão, elogio ou qualquer outra coisa. Vou adorar receber <3

Escrito por: Tatielle Katluryn

Outros textos para você ler

2 comentários

  1. Muitooo tão perfeitoo!!
    Seus textos tem o poder de ler a alma da gente é como se aquilo tivesse sido escrito baseado em você!!!
    É aquela típica expressão tem dois tipos de textos : o q vc lê, e os que lêem vc, e os seus são assim , com emoção sinceridade, nossa incrível!! ❤ ameii!! Parabéns por esse dom com as palavras!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito emocionada ao ouvir tudo isso. Estou extremamente grata por dois motivos: 1-por você ter gostado tanto assim e 2-por eu não estar sozinha no mundo com esse tipo de sentimento. Continue lendo por aqui <3 Obrigada

      Excluir

Você compraria meu livro?

Postagem em destaque

Os 13 porquês que Deus te diz para você não cometer suicídio

Ás vezes parece que você está á deriva num imenso mar. Acima há apenas céu e ao redor também, não há nada para se segurar, nenhum barco...