A história de um milagre

18:29:00


O amor de Deus não nos escolhe pelo que somos, mas pelo que Ele pode ser em nós. Passar pelo vale da sombra e da morte me fez amar melhor, me fez querer aproveitar cada momento da vida sabendo que tudo que temos é o hoje e o agora. O amanhã pertence a Deus.” – Bianca Toledo.

Sabe-se que quando uma pessoa boa, temente a Deus, que o serve, ama e obedece passa por sérios problemas, onde tem o risco de morrer, nos perguntamos o porquê do Senhor permitir tal coisa, já que a pessoa não merece isso, e que é pura maldade deixar isso acontecer e não fazer nada para mudar essa situação. Na verdade, é uma clássica resposta dos ateus, pois já vi muitos falando isso, pois viram diversas vezes o povo de Deus serem decepcionados pelo próprio Deus.

Mas ao ler a história da Bianca Toledo, pude entender ainda mais o mover de Deus, que vai além de qualquer previsão que podemos fazer. Ele age de forma que não entendemos muito bem, porém sempre faz o melhor para nós, mesmo que esse melhor não seja o que queremos.

Bianca Toledo é uma serva do Deus altíssimo, uma musicista de muito talento, conhecida na mídia brasileira, fez diversos projetos bonitos. Bianca estava feliz com algo que lhe acontecera, pois havia engravidado, mas quase no final da gestação, ela passou muito mal e foi internada. No hospital, apenas horas depois, seu caso se complica tanto que deram a ela apenas mais 48 horas de vida. Seus sonhos foram por água abaixo, fizeram um parto de emergência, seu filho estava bem, enquanto ela se encontrava a beira da morte.

Ela passou 130 dias internada no hospital, e nesse tempo esteve maior parte em coma, sofreu duas paradas cardíacas, um rim seu parou de funcionar, assim como outros órgãos do seu corpo estavam morrendo. Ela viveu entubada, desacordada, com uma bactéria muito resistente, tomando tantos remédios que a deixaram com 100 kg de inchaço, e fizeram seus cabelos caírem, além de sua parte ficar marrom e com aparecia envelhecida.

O livro é narrado por diversas pessoas que acompanharam o caso dela, como familiares e amigos, mas depois de um tempo o caso dela tomou proporções mundiais, quando muitos irmãos em Cristo no mundo todo começaram a fazer campanhas de jejum e oração por sua vida. E através desse processo, milhares de pessoas que não a conheciam se mobilizaram para dor sangue e orar por ela.

Nunca vi algo dessa magnitude, pessoas que se derramaram aos pés do Senhor para orar pela vida de uma pessoa. E eles intercederam sem cessar durante meses, movidos pelo amor de Jesus em seus corações.

Percebi que tenho que me aproximar mais de Deus, porque só assim irei encontrar a paz que tanto quero. E que tenho que orar pela vida dos outros como se orasse por mim mesma, com muita fé e quebrantamento, porque isso amor, compaixão e sinceridade movem o coração do Pai e faz termos experiências espetaculares com Ele. 


E que muita vezes, quando algo ruim acontece a culpa não é de ninguém mais do que nossa, e que falar que Deus nos esquece é um grande erro, porque a luta pode ser grande, mas se convidarmos Ele a entrar na nossa guerra decerto iremos vencer. Sendo que a derrota pode vir, nos dando gosto amargo, mas o mal virá para bem, a maldição se transformará em benção, a chuva em dia ensolarado, se tivermos fé quando tudo nos diz para negar a Jesus.


Não podemos desistir do nosso amor, devoção e obediência em Deus, porque abrir mão Dele é dizer que Ele não é capaz de fazer milagres, quando Ele ainda é o mesmo de sempre que pode fazer tudo, o problema fomos nós que estamos cercados por medo e ilusão e não conseguimos mais abrir o coração para Ele e simplesmente acreditarmos. 




Escrito por: Tatielle Katluryn


Outros textos para você ler

0 comentários

Você compraria meu livro?

Postagem em destaque

Os 13 porquês que Deus te diz para você não cometer suicídio

Ás vezes parece que você está á deriva num imenso mar. Acima há apenas céu e ao redor também, não há nada para se segurar, nenhum barco...