Nada é tão ruim como parece

14:42:00


Eu sei que a vida anda difícil. O número de assaltos e roubos só cresce, o preço do melão está absurdo, a conta de luz vem cada vez mais alta, a saúde pública está um caos e o país atravessa uma crise. Além disso, tem aqueles probleminhas (ou problemas enormes) do dia a dia que incomodam e são uma pedra no sapato.
A colega de trabalho fala sem parar quando você precisa se concentrar, o ônibus geralmente já passa pelo seu ponto lotado, você nunca consegue lugar para estacionar na sombra, o elevador vive estragando e você precisa subir quinze lances de escada, o cachorro do vizinho uiva a noite inteira, o seu namorado é um roncador de primeira, você sempre queima o arroz integral, sua sogra é fofoqueira, sua mãe não te liga há meses, sua amiga adora comparar seu filho com o dela, seu cabelo não cresce nem com reza forte, sua prima tem o metabolismo acelerado e come bacon e batata frita todo dia e não engorda, você tem problemas de relacionamento com sua família, sua autoestima não vai para o alto que nem pipa, sua calça não fecha mais, a grana está cada vez mais curta, tudo está cada vez mais caro, seu avô está com uma doença terminal.
Sei que nem sempre as coisas são justas. E que muitas vezes parece que o mundo desaba em cima da sua cabeça. Sei que às vezes você se sente fraco, cansado, desiludido e sem esperanças. Sei que parece que vai ser difícil suportar. Sei que a bagagem pode ser pesada demais. Sei que a força pode diminuir. Sei que as pernas podem enfraquecer. Sei que a força de vontade pode tirar férias. Sei que a persistência pode sair pra comprar cigarros e nunca mais voltar. Sei que os acontecimentos muitas vezes se repetem e você se pergunta: por que isso está acontecendo de novo? O que eu fiz de errado? O que fiz pra merecer isso? Por que sofro tanto? Por que tem tanta gente filha da mãe no mundo que se dá bem e eu, que sou do bem, me dou tão mal? Por que Deus não é justo comigo? Por que Ele me esquece?
Em primeiro lugar, você não pode se esquecer. Se não arregaçar as mangas e tentar sair do fundo do poço, ninguém fará isso por você. Algumas situações podem ser mudadas com algumas atitudes. Outras não. Algumas coisas você pode evitar, outras não. Nós não temos o controle de nada, somente dos nossos pensamentos. E, se você analisar friamente, isso já é ter o controle de tudo. Existem situações terríveis na vida, tragédias, desgraças, fatalidades. Mas você pode encará-las como aprendizado, lição, crescimento, evolução. Já outras tantas situações são maximizadas por nós, que somos humanos e olhamos para nosso umbigo e problemas como se fossem os maiores do universo inteirinho. Mas não são. Nunca são. É preciso, em qualquer caso, olhar para fora, pois se ficar olhando fixamente para dentro de você outros sentimentos negativos surgirão, tais como mania de perseguição, vitimização, melancolia, tristeza, sensação de fracasso e falta de motivação.
Em segundo lugar, você não pode se achar um coitadinho, um nada, uma pobre vítima. Isso não existe. Coisas ruins acontecem, sim, diariamente, para todos nós. Não existe sorte ou azar. O que existe é a forma como você encara e se posiciona. Tem tanta gente por aí sofrendo e passando dificuldade sem perder o sorriso, a fé, a esperança, a coragem. Outros já querem jogar a toalha, desistir, se entregar, acabar com tudo de vez.
O jeito é respirar fundo e olhar a situação com clareza e de forma racional. Faça o que estiver ao seu alcance. Procure manter seu pensamento elevado. Procure sentir coisas boas. Procure enxergar um lado bom em qualquer episódio. Procure acreditar. Nada é tão ruim como parece. Nada.

Escrito pela (diva, maravilhosa, espetacular): Clarissa Corrêa

Outros textos para você ler

0 comentários

Você compraria meu livro?

Postagem em destaque

Os 13 porquês que Deus te diz para você não cometer suicídio

Ás vezes parece que você está á deriva num imenso mar. Acima há apenas céu e ao redor também, não há nada para se segurar, nenhum barco...